Planeta Terra Versão 2.0

Na sociedade "tecnotrónica" a tendência parece ir em direcção à agregação do apoio individual de milhões de cidadãos descoordenados, facilmente dentro do alcançe de personalidades magnéticas e atractivas, explorando as últimas técnicas de comunicação para manipular as emoções e controlar o bom-senso.

Zbigniew Brzezinski

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

JP Morgan faz "doação" sem precedentes à polícia de Nova Iorque

ArtigoComentários (0)

Se ainda não percebeu por que é que até agora praticamente nenhum banqueiro ou "trader" de Wall Street foi detido — contrariamente aos 700 detidos de Sábado passado — então talvez este artigo possa ajudar.

Se aceder ao site da JP Morgan Chase e, no centro da página escolher o estado de Nova Iorque, irá reparar que por baixo do mapa  aparece uma imagem do logótipo da polícia de Nova Iorque que remete para um artigo onde se lê o seguinte:

A JPMorgan Chase, recentemente fez uma doacção sem precedentes de 4,6 milhões de dólares à Fundação da Polícia da Cidade de Nova Iorque. A dádiva foi a maior de sempre e permitirá ao Departamento de Polícia de Nova Iorque (DPNI) reforçar a sua segurança na Big Apple (The Big Apple é a cidade de Nova Iorque). O dinheiro pagará 1000 portáteis para os carros patrulha, bem como um programa de monitorização de segurança no principal centro de dados do DPNI.

O Comissário da Polícia da Cidade de Nova Iorque Raymond Kelly enviou uma nota ao CEO e presidente Jamie Dimon a expressar um "profundo apreço" pela doação da empresa.

"Estes agentes põem as suas vidas em risco todos os dias para nos manter seguros", disse Dimon. "Estamos incrivelmente orgulhosos de os ajudar a construir este programa e que saibam o quanto valorizamos o seu trabalho difícil".

Esperar que os media norte-americanos mencionem alguma coisa acerca disto é algo que não vale muito apena. Quando no passado Sábado foram detidas cerca 700 pessoas, o diário The New York Times publicou uma notícia cuja directriz dizia o seguinte:

Depois de autorizar [os manifestantes] na ponte, a polícia interrompeu-os e prendeu dúzias de manifestantes do Occupy Wall Street

Cerca de 20 minutos depois, o mesmo jornal altera a directriz da notíca para o seguinte:

Num confronto tenso sobre o East River, a polícia prendeu centenas de manifestantes do Occupy Wall Street depois de terem marchado na estrada da ponte de Brooklyn

Apesar de terem corrigido o número de manifestantes detidos, o mais importante omitiram — que foi o facto de a polícia os ter autorizado a marchar na ponte. Veja a imagem mais abaixo.

Artigo modificado pelo The New York Times

O vídeo mais abaixo mostra precisamente o que o The New York Times omitiu: a polícia a conduzir os manifestantes a serem escoltados até à ponte e posteriormente a serem detidos

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.