Planeta Terra Versão 2.0

Que sorte para os governos que as pessoas que eles administram não pensam.

Adolf Hitler (1889 ~ 1945)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Coulson era pago por Murdoch enquanto trabalhava para Cameron

ArtigoComentários (0)
Andy Coulson foi preso na investigação das escutas do "News of the World"

Foto: Reuters/ Olivia Harris

Em mais uma notícia que pode vir a embaraçar o primeiro-ministro conservador britânico David Cameron, a BBC revelou que o seu ex-director de comunicação Andy Coulson, recebeu centenas de milhares de libras da empresa sob investigação, a News International, já depois de assumir o cargo de responsável pelos media no Partido Conservador em Julho de 2007.

O dinheiro — a quantia exacta não foi especificada pela BBC — terá sido pago em tranches durante 2007 e incluiria ainda benefícios como seguro de saúde, por três anos, e o uso do carro da empresa. Segundo o "Guardian", a News International (NI) continuou a pagar-lhe por ter querido “honrar o contrato de dois anos” com Coulson, entretanto preso por suspeitasde envolvimento no caso das escutas telefónicas.

Andy Coulson foi director do polémico semanário sensacionalista "News of the World", fechado em Julho pelo magnata Rupert Murdoch em sequência do escândalo das escutas e subornos à polícia que abalou o seu império mediático no Reino Unido — a sua empresa NI controlava cerca de 40 por cento da imprensa britânica.

Demitiu-se do "News of the World" em Janeiro de 2007, depois de o editor da secção de realeza do jornal, Clive Goodman, ter sido preso por escutas telefónicas. Foi contratado a seguir como responsável pelos media do Partido Conservador e transitou para o Governo como director de comunicação, quando Cameron chegou a primeiro-ministro, em Maio de 2010. Demitiu-se em Janeiro deste ano.

A sua contratação por David Cameron foi alvo de intensa polémica. O facto de Coulson acumular o seu ordenado pelas funções nos tories, 275 mil libras anuais segundo a BBC, com os pagamentos da NI, é mais uma acha.

Fontes dos conservadores disseram ao "Guardian" e à BBC que os pagamentos da NI não eram conhecidos pelos que estiveram envolvidos na sua contratação. “É preciso ter a certeza de que todos os envolvidos não sabiam dos pagamentos adicionais pela NI”, disse ao "Guardian" o deputado trabalhista Tom Watson, que faz parte da comissão de media e cultura da Câmara dos Comuns, que tem investigado o escândalo das escutas.

Watson quer perguntar à comissão eleitoral se os pagamentos, que não foram revelados por Coulson à mesma, estão dentro da lei. Os trabalhistas querem que Cameron esclareça se as alegações se confirmam.

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.