Planeta Terra Versão 2.0

Grandes espíritos encontrarão sempre a oposição de mentes medíocres. A mente medíocre é incapaz de compreender o homem que recusa curvar-se cegamente aos preconceitos e escolhe ao invés expressar as suas opiniões corajosa e honestamente.

Albert Einstein (1879 ~ 1955)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Limpeza poderá levar três meses

ArtigoComentários (0)

BP começou a perfurar poço de emergência para travar derramamento equivalente a cinco mil barris por dia

É do tamanho de um pequeno país e há duas semanas que está a ameaçar atingir a costa norte-americana. A mancha negra que resultou do naufrágio de uma plataforma petrolífera da BP (British Petroleum), localizada no golfo do México, tem 200 km de comprimento e 110 de largura e, na opinião do Presidente dos EUA, Barack Obama, pode conduzir a um "desastre ambiental maciço sem precedentes."

A BP, responsável pela plataforma Deepwater, está a explorar todas as possibilidades para combater a maré negra, tendo anunciado ontem que foi iniciada a perfuração de um poço de emergência que irá interceptar e selar o primeiro, que está a contaminar as águas, vertendo cerca de cinco mil barris de crude por dia.

Mas a operação é complexa. Segundo revelou a empresa, em comunicado, o tempo estimado para a sua conclusão é de "aproximadamente três meses."

O presidente do grupo BP, Tony Hayward, afirmou ontem que a empresa "continua a reunir esforços para parar a perda de óleo, vigiar o fundo do mar" e manter a maré negra "afastada da costa." Hayward refere ainda que a companhia está a "proteger a linha costeira", desenvolvendo um "esforço conjunto com as agências governamentais e as comunidades locais."

Entretanto, está a ser construída uma "cúpula" de contenção que deverá entrar em funcionamento daqui a uma semana e que permitirá aspirar petróleo do fundo do mar, que depois será bombeado para a superfície e armazenado num navio.

A plataforma petrolífera em causa afundou-se depois de se ter verificado uma explosão que matou 11 trabalhadores e feriu 17.

A empresa diz que estão a ser gastos seis milhões de dólares por dia para conter a mancha negra.

Fonte: Diário de Notícias

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.