Planeta Terra Versão 2.0

Quero dizer-vos uma coisa muito clara: Não se preocupem com a pressão Americana sobre Israel. Nós, o povo judeu, controlamos a América, e os americanos sabem-no.

Ariel Sharon

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Violência chega a Manchester

ArtigoComentários (0)

Milhares de polícias juntavam-se esta noite aos que já vinham ocupando as ruas de Londres numa tentativa de pôr um ponto final à violência que assola algumas das principais cidades inglesas. Em Londres as coisas estiveram mais calmas, mas nesta quarta noite de violência o rastilho chegou a cidades onde até agora estava adormecido. Manchester era uma das que ainda não tinham sido afectadas. Desde o fim-de-semana foram detidas mais de 1100 pessoas.

Grupos de jovens repetiram cenas de pilhagens a lojas, incendiaram carros e atingiram prédios, enquanto parte da população atemorizada exigia uma actuação mais firme da polícia.

Na capital, carros blindados e colunas de carrinhas com agentes patrulharam as ruas e os 16 mil polícias deverão continuar a mostrar-se durante pelo menos mais um dia. O patrulhamento parece ter surtido algum efeito.

Cenário bem diferente vive-se fora de Londres. Em Manchester, centenas de jovens – a Associated Press diz que alguns parecem ter cerca de 10 anos – tomaram o centro da cidade de assalto, atirando garrafas e pedras à polícia, e vandalizando lojas.

Garry Shewan, um dos responsáveis políticos de Manchester diz que são cenas sem precedentes: «Queremos deixar bem claro que não têm nada por que protestar».

Birmingham, Bristol e Liverpool tinham sido afectadas na noite de segunda-feira, e hoje, além de Manchester, também Nottingham, Wolverhampton, West Bromwich e Gloucester foram palco de distúrbios.

Sapatilhas, bicicletas, electrodomésticos e produtos em pele eram roubados de umas lojas, enquanto que outras eram indiscriminadamente incendiadas sem que a polícia conseguisse controlar os delinquentes.

Rótulos deste artigo

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.