Planeta Terra Versão 2.0

O homem não pode descobrir novos oceanos a menos que tenha a coragem de perder de vista a costa.

André Gide (1869 ~ 1951)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Primeira condenação na justiça francesa por uso de véu integral

ArtigoComentários (0)

Duas mulheres foram condenadas a penas de multa pelo uso do niqab, esta quinta-feira,. É a primeira decisão do género dos tribunais franceses depois da entrada em vigor da lei contra o uso do véu integral na via pública em França.

Várias mulheres foram já alertadas, em plena rua, pela polícia, mas esta foi a primeira vez que que um caso do género foi julgado em tribunal.

As duas mulheres haviam sido vistas a usar o véu integral, em Meaux, perto de Paris, a 5 de Maio, poucos dias após a entrada em vigor da lei.

Hind Ahmas, de 32 anos, e Najate Nait Ali, de 36 anos, foram condenadas a pagar, respectivamente, 120 e 80 euros.

De acordo com o advogado de ambas, Yann Gré, as duas mulheres vão recorrer da sentença e estão prontas a levar o caso ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.

As duas mulheres foram apoiadas por diversas outras usando também o niqab, entre as quais Kenza Drider, que anunciou a sua pretensão de candidatar-se às eleições presidenciais de 2012.

A França é o primeiro país europeu a proceder à interdição generalizada do uso do véu, um facto que diz respeito a cerca de 2000 mulheres em todo o país.

A lei interdita a dissimulação do rosto - com um véu, uma máscara ou um capuz fechado - em espaços públicos, ou seja, na rua, jardins públicos, nas estações de transportes e nos espaços comerciais.

Se as forças da ordem não tiverem o poder de fazer retirar o véu às mulheres desobedientes, estas passam a incorrer numa pena máxima de 150 euros.

Rótulos deste artigo

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.