Planeta Terra Versão 2.0

Que sorte para os governos que as pessoas que eles administram não pensam.

Adolf Hitler (1889 ~ 1945)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Contágio a Itália motiva reunião europeia de emergência

ArtigoComentários (0)
Juros italianos atingiram máximo histórios no final da semana passada.

A Reuters avança que a União Europeia convocou para amanhã uma reunião de emergência para discutir a situação em Itália e crise grega.

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, convocou para a manhã desta segunda-feira uma reunião de emergência com os principais responsáveis da zona euro, informou o seu porta-voz, Birk De Backer, à Reuters, explicando que "não se trata de uma reunião de crise", mas sim de um encontro para concertar posições.

Porém, duas fontes europeias revelaram à agência de notícias internacional que na base da convocação da reunião estarão os receios de que a crise de dívida soberana chegue a Itália, a terceira maior economia da zona euro. Isto depois de os juros dos títulos de dívida italiana a dez anos terem disparado para máximos históricos na passada sexta-feira no mercado secundário. Na bolsa, as acções do Unicredit, o maior banco transalpino, tombaram 7,9%, com o receio em torno da divulgação dos testes de resistência aos bancos europeus, que serão conhecidos na sexta-feira. A informação foi desmentida por Birk De Backer.

Além da Itália, acrescentaram as mesmas fontes, os altos responsáveis europeus irão discutir o segundo resgate à Grécia. O Presidente da Alemanha, Christian Wulff, afirmou hoje, em entrevista à televisão alemã ZDF, que Atenas vai precisar de mais de 15 anos para resolver a crise de dívida.

O encontro de emergência em Bruxelas contará com a participação do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, do presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, do presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e do comissário dos Assuntos Económicos e Financeiros, Olli Rehn.

A reunião está agendada para as 8h00 em Bruxelas (7h00 em Lisboa), antes da reunião do Eurogrupo, prevista para as 15h00 locais (14h00 em Lisboa).

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.