Planeta Terra Versão 2.0

Enquanto seres-humanos, a nossa grandeza não reside tanto em sermos capazes de refazer o mundo — esse é o mito da idade atómica — como em sermos capazes de nos refazermos.

Mahatma Gandhi (1869 ~ 1948)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Commerzbank: É preciso um ministro das Finanças da UE

ArtigoComentários (0)
Propostas de Merkel e Sarkozy não convenceram o CEO do Commerzbank.

O CEO do segundo maior banco alemão diz que é preciso um ministro das Finanças europeu com poder sobre os impostos nacionais.

Martin Blessing, o CEO do Commerzbank, defende que é necessário um ministro das Finanças europeu com influência sobre os impostos e orçamentos dos Estados-membros para tirar a zona euro da crise da dívida.

"Precisamos de um verdadeiro ministro das Finanças europeu, que tenha os poderes apropriados", afirmou Martin Blessing numa entrevista publicada hoje na edição de domingo do Die Welt, o Welt am Sonntag, citada pela Reuters.

"Com a introdução de uma união orçamental, Bruxelas devia poder tomar alguns poderes orçamentais dos países que não cumprem as regras. Devia ter o direito a cobrar os seus próprios impostos e criar uma agência comum para a emissão de títulos de dívida", considera Blessing que lidera o banco detido em 25% pelo governo alemão.

Para o CEO do Commerzbank, o segundo maior banco alemão em termos de concessão de crédito, as medidas propostas pelo presidente francês Nicolas Sarkozy e pela chanceler alemã Angela Merkel na semana passada não foram suficientes.

Blessing considera que a criação de um governo económico comum vai na direcção certa, mas o facto de a sua implementação estar sob consideração "não será suficiente para criar confiança num melhor quadro político sustentável".

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.