Planeta Terra Versão 2.0

O Fascismo devia ser mais propriamente chamado de Corporatismo, porque é a fusão do estado e do poder corporativo.

Benito Mussolini (1883 ~ 1945)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Palestiniano sexagenário morto a tiro enquanto dormia por soldados israelitas “por engano”

ArtigoComentários (0)

Tiros do exércirto de Isarel voltam a matar, na Cisjordânia. Um palestiniano sexagenário foi morto esta madrugada em casa num raide das forças militares israelitas, que já reconheceram o “erro” na missão cujo objectivo era recapturar um suspeito membro do Hamas que vivia no mesmo edifício.

É a segunda vítima mortal, em menos de uma semana.

Esta sexta-feira, o exército de Israel disparou sobre um homem de 67 anos. A família do cidadão árabe, que estava desarmado, ainda tentou levá-lo ao hospital, mas morreu quando descia as escadas da residência.

Testemunhas dizem que, antes dos tiros, tinmha havido apenas uma troca de palavras, entre os soldados e os civis árabes.

A mulher diz o marido ainda dormia, quando foi alvejado:
“Ele ainda não estava acordado. Entraram pela porta e dispararam imediatamente, sobre ele. Eu tinha ido rezar e, quando voltei, falaram comigo. Não tenho nenhuma ideia como arrombaram a porta. Vieram direitos a mim, deram-me uma pancada na cabeça e dispararam sobre ele, outra vez”

Há uma semana, os soldados de Israel mataram outro homem, num incidente semelhante.

E causaram ferimentos graves numa mulher de 36 anos, que já estava afectada por gases lacrimogénios, disparados durante uma manifestação.

Fonte: euronews

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.