Planeta Terra Versão 2.0

Uma injustiça em qualquer parte é uma ameaça em todo a parte.

Martin Luther King (1929 ~ 1968)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

ONG denuncia que 13 mil habitações de colonatos judeus estão prestes a ser construídas

ArtigoComentários (0)

Cerca de 13 mil habitações de colonatos judeus podem começar a ser construídas no território da Cisjordânia ocupado por Israel assim que terminar a 26 de Setembro a moratória declarada pelo Estado judaico, alerta hoje a organização não governamental israelita Paz Agora.

“Se a suspensão não for prolongada como tudo indica que não o será, os colonos podem arrancar imediatamente a construção de mais 13 mil habitações sem precisarem de mais nenhuma aprovação do Governo. As autorizações para todas elas já foram outorgadas e mais de duas mil casas têm mesmo as fundações feitas; outras centenas mais podem começar a ser construídas assim que a moratória terminar”, era avançado em comunicado divulgado por aquele movimento anti-colonatos.

Ontem, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, em reunião com o enviado especial do Quarteto para o Médio Oriente, Tony Blair, avançou que a moratória – declarada há dez meses – “não pode continuar”. “Os palestinianos querem que não haja nenhumas construções depois de 26 de Setembro, mas isso não vai acontecer”, afirmou, face ao apelo de Blair de que Israel prorrogue a suspensão.

Netanyahu disse que Israel “não tem intenções de construir milhares de casas” no território ocupado da Cisjordânia, mas deixou claro também que “não irá congelar a vida dos habitantes da Judeia e Samaria [os nomes utilizados pelos judeus para a Cisjordânia]”.

Blair e Netanyahu reuniram-se, em Jerusalém, em preparação para o encontro de amanhã, no Egipto, de representantes israelitas e palestinianos no âmbito das tentativas de relançamento das conversas de paz encetadas pela Administração norte-americana no início deste mês.

Fonte: Público

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.