Planeta Terra Versão 2.0

A grandeza de uma nação e seu progresso moral pode ser julgado pela forma como os seus animais são tratados.

Mahatma Gandhi (1869 ~ 1948)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Israel exclui pedido de desculpas à Turquia

ArtigoComentários (0)

Milhares de pessoas reuniram-se em Istambul para assistir à chegada do navio “Mavi Marmara”, a embarcação atacada pelos israelitas a 31 de maio onde morreram nove turcos.

O incidente suscitou a indignação das autoridades de Ancara. A Turquia exige um pedido de desculpas e indemnizações para as famílias das vítimas.

Hoje, Bulent Yildirim, o organizador da frota de ajuda a Gaza, denunciou a “política sionista” de Israel e classificou os israelitas como “animais cruéis e sem piedade”.

Ontem, o chefe da diplomacia turca, Hamet Davutoglu, anunciou que Ancara deseja reconciliar-se com Israel caso haja um pedido de desculpas.

Um gesto imediatamente posto de parte por Telavive.

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Israel,

Avigador Lieberman, considerou hoje que “se alguém tem de pedir desculpas é a Turquia porque coopera com grupos terroristas, que apoiam o Hamas e o Hezbollah”.

O incidente da frota humanitária pró-palestiniana foi a “gota de água” nas relações entre Israel e a Turquia. Já antes, Ancara tinha dirigido fortes críticas a Telavive devido à ofensiva na Faixa de Gaza e ao bloqueio do enclave palestiniano.

Fonte: euronews

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.