Planeta Terra Versão 2.0

Quando um verdadeiro génio surge no mundo, pode conhecê-lo por este sinal, que todos os burros estão todos em confederação contra ele.

Jonathan Swift (1667 ~ 1745)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Benjamin Netanyahu “furioso” com ataque de colonos a mesquita

ArtigoComentários (0)
As profanações de mesquitas têm-se multiplicado na Cisjordânia nas últimas semanas

Foto: Reuters/ Darren Whiteside

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, exprimiu hoje a sua cólera na sequência de um fogo posto numa mesquita numa vila beduína do norte de Israel, provavelmente desencadeado por colonos israelitas.

A mesquita, situada na vila de Touba Zangaria, na Galileia (norte), sofreu extensos danos após o incêndio.

Antes de atearem fogo ao templo, os atacantes escreveram mensagens de vingança nas paredes, à semelhança de outros ataques do género ocorridos na Cisjordânia e imputados aos colonos, segundo a polícia israelita.

“As imagens são chocantes e indignas do Estado de Israel”, declarou Netanyahu, “furioso”, segundo um comunicado transmitido pelo gabinete do primeiro-ministro.

“É um acto contrário aos valores do Estado de Israel, que dá uma importância suprema à liberdade religiosa e de culto”, acrescentou o primeiro-ministro.

Os autores do incêndio escreveram o nome “Palmer” nas paredes do templo, referindo-se ao colono israelita Asher Palmer, que morreu no dia 23 de Setembro, na Cisjordânia, junto com o seu filho de 18 meses num acidente provocado pelo lançamento de pedras lançadas por palestinianos.

O ministro da Segurança Interna, Yitzhak Aharonovitch, também condenou em comunicado o “acto atroz e desprezível que não pode ser ignorado” e assegurou que a polícia está determinada a “conduzir rapidamente os autores à Justiça”.

As profanações de mesquitas têm-se multiplicado na Cisjordânia nas últimas semanas. Estes actos são sistematicamente denunciados pelas autoridades israelitas. Foram abertos inquéritos e, em certos casos, houve suspeitos interpelados mas ainda não foi aberta qualquer acusação formal.

Rótulos deste artigo

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.