Planeta Terra Versão 2.0

Se a tirania e a opressão chegarem a esta terra, será sob o disfarce de combater um inimigo externo... A perca de Liberdade em casa será justificada como necessária ao combate, contra o perigo externo, real ou imaginado.

James Madison (1751 ~ 1836)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Irão ameaça Israel e EUA com “consequências apocalípticas”

ArtigoComentários (0)

O regime de Teerão respondeu hoje às notícias de que os Estados Unidos e Israel estão a ponderar um possível ataque contra as instalações nucleares do Irão com o aviso de que aqueles dois países enfrentarão nesse caso “consequências de dimensões apocalípticas”.

Numa mensagem difundida pela televisão estatal iraniana, o chefe de estado-maior, Hasan Firuzabadi, afirmou que as forças armadas iranianas estão preparadas para “castigar quem quer que faça um movimento em falso” e “causar grandes danos”. Firuzabadi desvalorizou porém a eventualidade de um tal ataque contra o Irão, argumentando que “os Estados Unidos e o regime sionista [em referência a Israel] sabem que se o fizerem sofrerão perdas enormes”.

Na mesma linha retórica, o subchefe de estado-maior, Mohammad Hejazi, responsável pelo sector militar de Logística e Investigação Industrial, garantiu que o Exército iraniano “está mais forte do que no passado e os estrangeiros bem conscientes de que qualquer aventura ou acção ilegal receberia uma resposta devastadora”.

“A República Islâmica pode defender-se a si própria e aos seus interesses nacionais, pelo que essas ameaças da arrogância mundial não são credíveis nem têm qualquer valor para nós”, prosseguiu, citado pela agência noticiosa Fars.

Por seu lado a agência Mehr sugere que os supostos planos norte-americanos e israelitas são, não tanto o prenúncio de uma acção militar contra o Irão, mas uma forma de aumentar a pressão sobre os outros países e organizações na comunidade internacional para reforçarem as sanções contra o regime de Teerão.

Rótulos deste artigo

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.