Planeta Terra Versão 2.0

O desafio para os governos ocidentais no futuro, é manter os cidadãos presos no consumismo materialista, impedindo-os de perceber quem é que eles realmente são.

Zbigniew Brzezinski

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Porta-voz de Khadafi acusa NATO de matar 354 pessoas em ataques a Sirte

ArtigoComentários (0)
Combatentes do novo regime descansam perto de Bani Walid

Foto: Reuters/ Zohra Bensemra

Um porta-voz de Muammar Khadafi acusou a NATO de ter morto 354 pessoas em ataques aéreos a um edifício residencial e a um hotel em Sirte, cidade controlada por fiéis do antigo líder líbio, na noite de sexta-feira.

O número foi indicado telefonicamente à Reuters por Moussa Ibrahim, que refere também 89 desaparecidos e quase 700 feridos.

A acusação não pôde ser confirmada de imediato devido às dificuldades de comunicação, mas um porta-voz da NATO, coronel Roland Lavoie, reagiu dizendo que “não é a primeira vez que esse tipo de alegações é feita, e na maior parte das vezes revelam-se infundadas”.

Combatentes fiéis a Khadadi lançaram entretanto um contra-ataque em Bani Walid, a sul de Trípoli, o que confirma as dificuldades das forças do novo regime para conquistarem os últimos redutos do ditador. “Caíram pelo menos sete rockets sobre a nossa posição”, disse à AFP um combatente rebelde.

O contra-ataque foi confirmado pelo correspondente da agência, segundo a qual a acção provocou pelo menos um morto e vários feridos.

Quanto a Sirte, o Conselho Nacional de Transição líbio informou que tem o aeroporto sob controlo desde sexta-feira à noite e admitiu a existência de “bolsas de resistência que não serão capazes de vencer as forças revolucionárias”.

Apesar da resistência dos fiéis de Khadafi, a conquista de Sirte, 360 quilómetros a leste da capital, e Bani Walid, cidade 170 quilómetros a sudeste, é considerada uma questão de “alguns dias” por Ahmad Bani, porta-voz do braço militar do CNT.

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.