Planeta Terra Versão 2.0

Sê quem és e diz o que sentes, porque aqueles que se importam não interessam e aqueles interessam não se importam.

Theodor Seuss Geisel (1904 ~ 1991)

Pub

Doações

Saldo Acumulado: 0 EUR

Só é possível continuar a fazer este trabalho graças à sua generosidade.

Se considera que a informação aqui disponibilizada tem relevância para si e pretende fazer uma doação, por favor faça uma que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Saiba como

Últimos Artigos

Globo
Portugal
Dinheiro
Ciência e Tecnologia
Conflitos Mundiais
Big Brother
Tirania
Fenómenos
Pub

Confrontos em Trípoli causam pelo menos oito feridos

ArtigoComentários (0)
Bairro de Abou Salim, em Trípoli, voltou a ser palco de confrontos

Foto: Reuters/ Ismail Zitouny

As forças do Conselho Nacional de Transição líbio e homens armados leais a Khadafi entraram nesta sexta-feira em confronto na capital, Trípoli. Pelo menos oito pessoas ficaram feridas.

A calma já tinha regressado a Trípoli, que em Agosto foi tomada pelas forças do novo regime líbio. Mas nesta sexta-feira voltou a haver troca de tiros e segundo uma fonte hospitalar citada pela AFP pelo menos oito pessoas ficaram feridas.

Os confrontos ocorreram no bairro de Abou Salim, que fica a cerca de dez quilómetros da cidade, onde ainda estão presentes alguns apoiantes de Muammar Khadafi. O coronel que governou a Líbia durante mais de 40 anos continua por encontrar, e nos últimos dias os confrontos na Líbia centraram-se em Sirte, a sua cidade natal, que fica a mais de 300 quilómetros de Trípoli e não foi ainda tomada pelas forças do CNT.

Uma testemunha contou à BBC ter visto cerca de 20 combatentes leais a Khadafi disparar metralhadoras AK-47 no bairro de Abou Salim. O grupo terá sido travado mais tarde por forças do CNT. Depois dos confrontos, membros das forças do novo regime líbio dispararam para o ar junto a um complexo residencial onde ainda se encontrarão apoiantes de Khadafi.

Também se ouviram tiros noutros bairros da capital, confirmou à AFP um porta-voz do CNT, Abdel Rahmane Boussin, mas o adjunto do conselho supremo militar do novo regime líbio em Trípoli, Khaled Sharif, garantiu que os confrontos foram “muito limitados”. E adiantou: “Agora a situação está controlada. Detivemos alguns [membros das forças de Khadafi] e estamos a procurar outros”.

Os confrontos terão começado após as orações de sexta-feira, altura em que um grupo de homens armados começou a entoar em Abou Salim slogans pró-Khadaf. As forças do CNT estão presentes na capital mas têm-se centrado sobretudo nas bolsas de resistência que combatem em Bani Walid e Sirte.

Reportar Erro

Caso tenha detectado algum tipo erro por favor descreva-o.